Você está aqui: Página Inicial / Dissertações

O produto educacional, por Marco Antônio Moreira

O MNPEF não tem como foco a pesquisa em ensino de Física, mas sim o desenvolvimento de produtos educacionais, a implementação desses produtos em sala de aula e um relato de experiência dessa implementação. Resultados de pesquisa em ensino de Física há muitos, desde os anos setenta do século passado, mas esses resultados não chegam às salas de aulas de Física, ficam nas revistas. O MNPEF é uma boa oportunidade de trazer esses resultados às aulas de Física. O produto educacional pode ser um aplicativo, um texto para o professor, um vídeo, uma estratégia didática, o uso do computador, do celular, etc., em sala de aula para ensinar Física. As possibilidades são muitas, o importante é inovar, gerar um produto, usá-lo em situação real de sala de aula e relatar (na dissertação) o que aconteceu.

Obviamente, para isso é preciso ver se há, na literatura, relatos de experiência análogas. É preciso também ter alguma visão do que é ensinar e do que é ciência. É também necessário planejar a implementação do produto e registrar o que acontece. Mas não se trata de revisão da literatura, fundamentação teórica, metodologia de pesquisa, tal como se espera de uma dissertação acadêmica ou de uma tese de doutorado. A dissertação do MNPEF não deve ser uma dissertação acadêmica, mas sim um relato de experiência, muito bem feito, com foco no desenvolvimento do produto e sua utilização na escola, nas aulas de Física.